sábado, 29 de maio de 2010

Pessoas como canções


Quando me arrisco na escrita e logo em seguida nos poucos acordes que sei, de um violão largado no canto do quarto... eu percebo quase sem querer que a música traz além de histórias, pessoas. Num esboço claro, nítido, transcrevo meus apegos interiores enquanto cantarolo uma melodia triste e desafinada. Sem saber  qual o real sentido da coisa, busco em tons baixos e simples, uma conotação quase que perfeita para descrever um alguém; um certo alguém.

Pessoas são como canções. Mas não podem ser quaisquer pessoas, e também qualquer canção. Reflita:  toda vez que a paixão chega rasgando o peito, você absorve essa dor (porque não há paixão sem dor, para depois vir o amor...) então, sendo assim, você sente ela (canção) entrando pelo seus poros e ouvidos; tomando conta de tudo, avassaladora e doce! è quase um mix, uma confusão! Tá vendo porque não pode ser qualquer coisa? Colecionar canções ao invez de pessoas, é transformar cada sentimento vivo em algo que pode ser eterno. Ao ouvir quantas vezes achar necessário, estará trazendo a si mesmo, aquilo que talvez nunca tenha saído do lugar.

Quando um "sol" fizer mais sentido do que um "mi" sustenido,ou vice-versa,  talvez seja aconselhável reiniciar todos aqueles exercícios em dvd, que chegou pelos correios, sobre "aprenda tocar em 10 dias". è o start para prestar atenção em algo que pode estar passando despercebido e não merece isso esse desapego.

Porque te acho uma canção? uma melodia simples, curte e gentil... Porque te sinto como uma letra pesada, arrastada quase sem fundamento e cheio de significado? Algumas pessoas são como partituras,a compreensão vai além de alguns sentidos.

Aqui, agora, quero te sentir mais e tentar te ouvir sempre, mesmo sabendo que o sempre, sempre acaba. Quero que seja assim, um som para os meus ouvidos, e mesmo alguns detalhes sendo indiscutíveis, é impossível pensar em desistir. Eu ainda não consegui te decorar, não sei ao certo te tocar, e me pergunto repetidas vezes, quando é que vou ouvir novamente, essa canção.

A música estava no ar o tempo todo, eu é que estava usando fones e fui desatenta. Vou apertar o play e colocar no repeat. Porque percebi sem querer que te gosto, canção!

terça-feira, 25 de maio de 2010

Pano de fundo...



Por trás da cortina, um mundo que nunca tem fim.


Uma vida cheia de vida;

Pessoas, lugares,situaçãos,

movimentos e climas.



O Tempo no seu tempo.

Abra a cortina quando a hora chegar.

Quando não mais sentir medo.

por trás da cortina é o agora!

por trás da cortina é dia!

por trás da cortina é sonho!

Tá tudo lá fora!


[CarolCarolina]

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Blérgh!


Uma vez por mês eu penso em desistir de tudo.
Uma vez por mês meu número de lágrimas dobra o de sorrisos.
Uma vez por mês eu acho que estou fazendo tudo errado, e que o caminho é outro.
Uma vez por mês me sinto feia, gorda, chata, boba e burra.
Uma vez por mês perco a paciência, como quem perde um sinal aberto...
Uma vez por mês desconto nas pessoas erradas uma raiva que nem sei de onde vem
Uma vez por mês o espelho é simplesmente meu pior inimigo, pois sempre reflete uma estranha.

Hormônios malditos que sempre me fazem achar que existe alguém aqui dentro, além de mim( que Louca né?rs). Se eu comer mais um doce, e derramar mais uma lágrima por conta de um filme triste na TV, eu juro, Juro que visto calças e troco de sexo. Homens e suas vantagens...!!!

Ainda bem que dia 23 é domingo, Santo ciclo de 28 em 28!

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Tão Cazuza...

"Não sei se estou dizendo tudo que penso(nesse disco gravado), só sei que eu não digo tudo que quero." Sábias palavras do meu poeta preferido. e eu me pergunto...

Porque ando tão ponderada? Porque não digo tudo que quero?e quando digo algo, porque não me satisfaço? Essa sensação de que, sempre eu poderia ter sido mais verdadeira, mais eu....não passa nunca? O que houve com toda aquela coragem de menina impulsiva? porque eu exito em dizer realmente o que se passa aqui dentro? Onde estão os ouvidos preparados para ouvir? sem julgar...

Seja lá onde vc estiver Carolina, volte logo para esse corpo!

Eu preciso, necessito descobrir e compreender, como é crescer nesse mundo, sem me perder de mim mesma.


foto: olhares.com/hugotinoco

domingo, 16 de maio de 2010

è...


                               


Aqueles olhos! Lá vem ele de novo com aquele olhar.... como alguém pode ter olhos assim? tão claros e transparentes, tão verdadeiramente avassaladores; ás vezes quero que mundo pare num instante; e então nos faça perceber que temos algo para viver, que não precisamos esconder... ás vezes quero acelerar os anos, antecipar sua escolha e a minha; para que cheguemos finalmente, ao final feliz. porque a gente se combina tanto, tanto...quanto... 

è só uma intuição, sabe? essa coisa de dizer que quer pra sempre soa psicopata porém sincero. quantas vezes nesse mundo estranho a gente se imagina com alguém amanhã, e depois de amanhã e depois e depois? eu pelo menos quase nunca faço isso.quase nunca mesmo!

Ai, é um "querer" viver aquilo que está por vir, agora!
PODE SER?


foto: Olhares.com - Autor(a) DDiArte

terça-feira, 4 de maio de 2010

Uma história á parte.

se é de liberdade que eles são feitos, então que continuem sendo sinceros os beijos e abraços.
A palavra saudade é de fato a mais dita e sentida quando o assunto é reencontro. De todas as histórias, ambos contam sempre o lado bom delas, porque foi o lado restou. Que alívio não?

Ele deita no colo dela, e ela o faz dormir. Ela pede que ele não a julgue, e que então, ela jamais o cobrará. Eles nunca brigaram, nem sequer discutiram uma única vez. Ele nunca a fez chorar!

Ela carrega em si, um coração batendo nos pulsos; tum tum tum! "Coloque sua mão aqui, e sinta", ela pede; ele a fita de relance, enquanto ela sorri com os olhos. já amanheceu, ela o deixa adormecido como de costume. Eles se beijam, e ele pede mais do seu tempo;
mas, já é hora dela partir...!
"sempre que estão juntos, é ele quem liberta o mal dela..."

FIM...