quarta-feira, 22 de outubro de 2008

A falência múltipla dos valores

Acordei pensando no que poderia ter tornado a cabeça de um ser humano tão pervesa e doente, a ponto dele querer a morte de quem julga amar e idolatrar.
O que acontece quando os valores são subestimados e transformados em jóias raras, cada vez mais dificeis de encontrar.

Ela se apaixona e perde a infância aos 12 anos.
Em casa, não encontra a estrutura que deveria.
Seu pai é um assassino procurado.
e aos 15 ela se torna vítima dela mesma, manchando o destino e apagando qualquer possibilidade de futuro.

Em cima do palco só vejo os holofotes.
Todo o Teatro que se formou, se torna a cada dia a angústia e tristeza de muitas pessoas;
que se questionam, e que nem sequer conseguem distinguir se dormem com o inimigo.

Há um tempo atrás, pai e madrasta atiraram uma menina pela janela.......

è a Falência Múltipla de tudo que é bom, de tudo que é do bem.

o que será do amanhã????
o que será.....

3 comentários:

sp disse...

É apenas para agradecer a visita e deixar a promessa de que voltarei aqui.
Obrigado...

Quase Trinta disse...

Foi um dos textos mais bem escritos que li pelos blogs (e olha que leio muitos).
Tanto que esse fiquei com vontade de comentar, pois vc não escreveu de uma maneira sensacionalista e repetitiva.

O título é ideal, afinal, pais matam filhos, filhos os pais... namorados a ex namorada...

Faltou ali amor, amor próprio.
Valores familiares...

Sinceramente tenho medo de pensar em sua última pergunta o que será do amanhã?

Carol disse...

Oi Carol, xará
Tô passando para conhecer seu blog!

Olha essa estória da Eloá foi tristíssima...terrível...
Vc tem razão...a gente conhece alguem, namora, e não sabe nem se dorme ao lado do inimigo...

Bjos!