segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Da tristeza e da melancolia, nasce a poesia...




E se a gente se perder o que é que tem?

Que mania essa minha, de achar que sozinha, posso salvar alguém.

se já não vive perto o bastante e aos poucos ficando mais distante, então já se acostumou!

se o costume ja não dói, significa que o que mói, os sentimentos somos nós!

relaxados, ignorantes... deixando de lado, nossos instantes; 

aqueles mesmos instantes que hoje movem as lembranças,

 e, quem sabe os desejos pequenos, de querer ser bem maior do que somos.

Desleixados, desatentos. Tantos querendo encontrar alguém, 

uma combinação tão perfeita e diferente.  e, nós desdenhando nós!

quem sabe o que somos ou seríamos?  uma paixão, um amor, um futuro presente...

E se a gente se perder o que é que tem? 

eu avisei.. eu bem que te avisei... 

não me resta nada a fazer; pois entre nós dois, o mais forte, parece só o meu querer! 

E como eu quero! é ilusão dizer que não espero á todo momento que aconteça pra vc 

o que hoje existe transbordante em mim. Mas, vamos deixar, deixa estar, 

que seja o que tiver que ser...

E SE.... ??????

deixa acontecer..... 

Um comentário:

Desabafando disse...

É impressionante como me identifico com seus textos sabia? Às vezes parece que vc escreve sobre mim...rsrsrs..gosto daqui!