sábado, 13 de março de 2010

Das Marcas em nós

Nos últimos dias, tenho observado quão demorado é para que as feridas interiores se curem. Ao contrário dos cortes externos á flor da pele, por dentro não sangra, não se vê nada, então pressupõe-se que deveriam doer menos e em menor tempo sararem. Errado! Sem remédios, sem paliativos, sem anestésicos ou analgésicos, sem antídotos, sem nada, seguimos a vida correndo todos os riscos prováveis de adquirir ao longo dos anos, muitas cicatrizes. Cicatrizes que a vida fez, que nós mesmos fizemos, que os outros deixaram.

Queira querer sempre que todas as feridas se fechem, porém não se acostume com elas. Não chore por elas, pela dor que elas causam, lágrimas não são pontos artificiais e elas não necessariamente precisam se tornar cicatrizes. A verdade é nua e crua!
Todo mundo carrega marcas. Ao olhar pra sua, lembrará claramente de como ela foi parar ali, seja dentro ou fora de si, e, então, orgulhe-se!

São marcas de batalhas superadas, de mágoas passadas, de histórias esquecidas...
São as provas oficiais de que ninguém melhor do que você pode dizer de boca cheia: Eu sobrevivi e continuo de pé, de queixo erguido e muito mais inteligente. Seja sua cura, seu remédio.

E compreenda de uma vez por todas: Cicatriz é cicatriz, ferida é ferida.
aceite suas cicatrizes, mas não se acostume com as feridas.

5 comentários:

Desabafando disse...

Acho que esse texto vc fez pra mim...rsrsrs...brincadeirinha mas me identifiquei muito com suas palavras. Acho que todos nós temos nossas cicatrizes e feridas. E eu tenho feito o possível pra transformar certas feridas em cicatrizes que não doem mais. Deixar uma ferida aberta muito tempo pode ser complicado mas concordo que a cicatriz deixa aquela sensação de superação.

Lary Lacerda disse...

É amiga a ferida dói e não é pouco, mas com o passar do tempo, que não é tão rápido como um machucado normal a cicatriz vai se formando e trazendo com ela um aprendizado, que as vezes tem efeito ou talvez não.
Mas temos que carrega-la nao é mesmo?? Isso acontece com todo mundo, nao só comigo nem com vc...porisso temos ser cada dia mais forte, pra aguentar e superar tudo isso. Adoro vc. Beijoss

Meri Pellens disse...

Carol, é espantoso como tendemos a cutucar as feridas e impedir sua cicatrização. Porq coça, não é mesmo? Parece que remoendo nossas dores elas doerão menos, desaparecerão mais depressa. Que ilusão!

Querida, obrigada pela visita. Adorei seu blog.
Bjos na alma!

Hara Rebouças disse...

Profundo em garota.
Um desabafo e um conselho.
Deixar a frescura de lado e encarar as dores tais como são, encarar a vida tal como é.
Osso!
bjks!!!

Júlia M. disse...

Isso tem tudo a ver com o que tô passando agora!

Acho que devemos aprender com as feridas, tirar sempre o melhor delas, e até nos orgulhar do aprendizado que elas nos trazem - mas nunca aceitá-las, nunca deixar de lutar pra que elas se fechem!

Beijos!