quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Dia de treinamento

Consigo concentrar num dia só, emoções e sentimentos que vão da tristeza á alegria completa.
Penso numa situação, sinto um desespero, me estresso, quase choro, choro de verdade! e minutos depois já alcanço uma calma, e uma serenidade que eu não faço idéia de onde vem.

Nos últimos dias ando segurando bastante o "choro". Pretendo ficar exatamente como a personagem de Cameron Diaz, em "o Amor não tira férias". pode até ser falso, pode aparecer que quero "maquiar" a situação, mas de fato eu ando segurando minhas emoções até onde eu aguento; e tem seu lado bom. Hoje tive um longo desabafo com duas amigas. uma via email e outra pessoalmente. Ambas entenderam meu lado, me abriram os olhos e no final eu consegui o que queria: Tranquilidade. As amigas que a gente escolhe para nos ver como somos, podemos contar nos dedos. è muito difícil se abrir com alguém e deixar transparecer tudo, é como se diante de toda situação ruim e chata que te acontece, você estivesse de coração aberto para quem realmente merece e te oferece um suporte incondicional.

Ser minha amiga não é fácil. Eu vou do 8 ao 80 em segundos. Sou indecisa, sou inconstante e extremamente intensa. Tenho picos de mau-humor, falta de paciência e etc. Sem contar o fato de ter uma vida bem "sacudida" bem atribulada...
Já me perguntei porque eu escolhi ser assim; não cheguei a conclusão nenhuma. Porque já me fiz de vítima, mas, por muitas vezes ainda sou, as coisas saem do meu controle, e quando eu não quero mais estar evidência, por algum motivo eu continuo.

Mudo á todo momento. Procuro sempre a melhor forma de sair das situações. Mas ainda assim, não tenho sucesso em todas as missões. Eu sei que esse texto ta confuso, mas eu precisava muito pôr pra fora o dia de hoje. Quando escrevo tento me entender, é a pausa que dou na minha cabeça para analisar tudo e assim ter a menos pior das atitudes.

As amigas hoje foram extremamente essenciais. Tenho medo que elas se cansem de mim; mas só posso dizer que elas podem contar comigo, e que tem de mim o que conquistaram, e eu não meço esforços para ajudá-las.
è óbvio que o assunto é o coração!
É engraçado ver o desespero delas em me ver "sofrer", ouvir os "puxões de orelha", as opiniões diversas, e etc.... Mas é esperançoso saber que junto delas eu vou superar mais uma!
seja de amor, seja de trabalho, seja como for!
é um exercício, uma espécie de treinamento da vida isso. E saber que você não precisa enfrentar tudo só é um alívio.
è clichê, mas hoje olhando em volta de mim e para quem eu escolhi para andar comigo, fica evidente: Tenho amigos para saber quem eu sou!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Por parecer...

Parece domingo, mas não é.
Parece fim de mês, mas ainda falta.

Parece ser hoje, mas é amanhã!
Parece que quer, mas não quer.

Parece ser, e não é.
Parece ter e não tem.

Parece gostar, mas odeia.
Parece verdade e não mentira.
Parece samba mas é rock

Parece que tem,
mas falta...

Falta....

Falta tudo!

Parece, só parece...
Mas nunca foi!

domingo, 24 de janeiro de 2010

Cof Cof - Tirando a poeira!


Nem sei porque abandonei a escrita. Não me lembro em que momento achei que sobreviveria sem vomitar minhas emoções, minhas perdas, minhas conquistas, e tudo que centrifuga dentro de mim.

Bom, o fato é que o ano já virou. Eu nem vou ter tempo de fazer uma retrospectiva, um retrato falado, ou qualquer baboseira; porque acredito que tudo que já passou ficou no passado, né?

Redundante dizer que hoje já é amanhã; e que quando o vem o amanhã, vem a incerteza...


No final o que importa mesmo é "o querer"!

Querer tudo como se fosse a primeira vez.

Feliz 2010.